Blog

A importância do amputado de se realizar atividade física

A prática da atividade física é essencial para garantir qualidade de vida, pois além de prevenir doenças relacionadas ao coração, melhora a circulação, ajuda no controle de peso, reduz o risco de pressão alta e mantém ossos, articulações e músculos saudáveis.

O esporte adaptado para amputados é fundamental para que seja possível proporcionar um bem-estar físico e mental.

Abaixo, vamos te contar algumas das atividades físicas adaptadas para amputado:

Dança: Além dos objetivos terapêuticos, sociais, culturais, ela também proporciona uma maior bem estar, estimulando a circulanção sanguínea e aumentando o fôlego.

Musculação: A musculação para quem tem a mobilidade reduzida, ao contrário do que muitas pessoas pensam, é excelente, pois fortalece todo sistema músculoesquelético, melhora o sistema imunológico, auxilia no equilíbrio, melhora a postura e ajuda a desenvolver a independência aumentando a confiança do paciente.

Futebol para amputados: O tamanho do campo é a medida normal (medida), os praticantes têm que ter a amputação de um único membro, sendo um limitador múltiplas amputações como por exemplo a bilateral. Para amputação de um dos membros inferiores o jogador fica na linha e correm com ajuda de bengalas canadenses, já os jogadores com amputação de membro superior ficam no gol.

Voleibol Sentado: Para pessoas sem mobilidade ou com amputação de membro inferior temos o voleibol sentado. Uma das diferenças para o voleibol normal é que a pélvis deve ficar encostada no chão e o tamanho da quadra diminui, sendo que no vôlei normal é de 18m x 9m, reduzidos para 10m x 6m e a altura da rede também diminui de 2,43m para homens e de 2,24m para 1,15m e 1,05m respectivamente.

Gostou deste texto? Então compartilhe em suas redes sociais!

29 / Abr / 2020
Diego de Andrade - Educador Físico

Comente essa publicao